Compreenda o sinergismo e o antagonismo entre os alimentos

20/12/2019 4 min de leitura

Já dizia Hipócrates: “ Faz do teu alimento o teu remédio”

É fato que nos dias atuais as pessoas estão mais conscientes sobre a necessidade de manter uma boa alimentação. Percebe-se um aumento no consumo de  alimentos orgânicos, uma busca maior pela variedade de alimentos – aumentando assim as fontes de nutrientes – uma procura por mais informações sobre nutrição. Apesar dessa preocupação, ainda existem detalhes que elas desconhecem, principalmente no que se refere à combinação dos alimentos e seus nutrientes, conhecido como sinergia alimentar.

Muitos alimentos ficam mais nutritivos se combinados com outros. O fator nutricional nesses casos ultrapassa a combinação do sabor, formando uma verdadeira alquimia, uma explosão de sabores e trazendo muitos benefícios à saúde.

Alguns alimentos precisam necessariamente de outros para serem absorvidos, assim como a reação oposta pode acontecer: a absorção pode ser dificultada dependendo da combinação. Ou seja, não adianta você calcular a quantidade ideal de ferro que irá comer em um dia se os outros nutrientes ingeridos não favorecerem o uso dessa substância pelo seu organismo.

Quem nunca tomou suco de laranja, cenoura e beterraba, que nossas avós faziam quando éramos crianças? Se você acha mesmo que elas nos davam por serem apenas gostosos, estão enganados! Elas nos davam para aumentar a quantidade de ferro no nosso organismo e curar quadros de anemia – doença bem comum na infância. O quadro de anemia é amenizado com a bebida pois a combinação da cenoura e da laranja aumentam a absorção de ferro da beterraba.

Vamos conhecer mais algumas combinações alimentares poderosas? 

  • Maçã + Uvas Pretas

A maçã possui um fitoquímico antioxidante chamado quercetina, que tem seu desempenho otimizado quando consumido com a catequina, um outro antioxidante encontrado nas uvas pretas. Essa dupla é altamente recomendada para tratar a agregação plaquetária, responsável pela formação de coágulos no sangue, aumentando o risco para desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

  • Cereais + Oleaginosas

O zinco é o mineral presente em oleaginosas como amendoim, castanhas de caju e do Pará, e reforça a assimilação das vitaminas presentes em outros alimentos. O mamão, por exemplo, é rico em vitamina A e tem a sua absorção aumentada quando é consumido com alimentos ricos em zinco. Além de aumentar a absorção da vitamina A, a gordura diminui o índice glicêmico do mamão e prolonga a saciedade. Servir a fruta com as castanhas torna um lanche bem inteligente. 

  • Tomate + Abacate

Quem nunca provou uma guacamole, prove! Além de ser um prato delicioso da culinária mexicana, é uma combinação muito rica em ingredientes. A gordura boa do abacate aumenta em até 10% a absorção dos carotenoides do tomate, entre eles o licopeno – um bom antioxidante. Isso confere diversos benefícios para o nosso corpo, como a prevenção do envelhecimento precoce. 

Tigela de guacamole com tortillas
Fonte: Shutterstock

Outra dica para essa combinação é molho de tomate caseiro, pois o licopeno do tomate se torna ainda mais absorvível quando aquecido, e se for combinado com o abacate então, os ganhos são ainda maiores. O preparo é muito simples, é só acrescentar um pedaço médio de abacate ao molho enquanto ele está sendo cozido. 

  • Cenoura + laranja

Ótima dupla para quem tem colesterol ruim. A vitamina C e o ácido fenólico da cenoura reduzem os níveis do LDL. As fibras da cenoura diminuem a absorção de açúcar e ainda trazem saciedade.

  • Abóbora + semente de girassol

O betacaroteno da abóbora é convertido em vitamina A pelo organismo, já a vitamina E da semente de girassol é antioxidante. Essa dupla fortalece o sistema imunológico, olhos, mucosas e pele. Além disso, é uma combinação que tem bastante fibra e melhora o funcionamento intestinal.

  • Feijão + Laranja

O consumo da vitamina C presente na laranja aumenta o aproveitamento do ferro não-heme (aquele que é fornecido pelos vegetais), pois o mantém em sua melhor forma de absorção. Alimentos ricos em ferro, mas de origem vegetal, devem ser sempre consumidos com alimentos fontes de vitamina C, para ter um melhor aproveitamento pelo organismo.

  • Açafrão + Pimenta

A piperina encontrada na pimenta preta aumenta a absorção da curcumina presente no açafrão, tornando a curcumina mais prontamente disponível para ser usada pelo seu corpo. Quando combinadas, a curcumina e a piperina tendem a ter um efeito maior sobre a inflamação, digestão, redução da dor e combate ao câncer. Além disso, essa combinação faz com que a curcumina tenha uma absorção 2.000% maior.

Conheça algumas combinações que não são muito recomendadas

Embora alguns alimentos, quando combinados, tornem-se superalimentos, o efeito contrário também é possível, isto é, algumas dessas combinações podem ser simplesmente desastrosas e, ao invés de interagirem entre si, acabam se anulando.

  • Vegetais verdes escuros + Leites e derivados

Muitas vezes, para incrementar receitas e torná-las mais gostosas, o queijo é o primeiro ingrediente escolhido. Mas ele deve ser evitado em preparações que levam vegetais verde-escuro, como espinafre, brócolis e couve. Isso porque o vegetal possui uma substância chamada oxalato, que impede que o organismo absorva de forma correta o cálcio presente no queijo e em outros laticínios.

  • Cacau + Leite

O leite reduz a absorção dos flavonoides antioxidantes presentes no cacau. Já os taninos (considerado um fator antinutricional) do cacau reduzem a absorção do cálcio do leite. Dentre os diversos benefícios dos flavonóides, ajudam a melhorar funções cognitivas, como memória e raciocínio. 

  • Café após o almoço

A cafeína impede a total absorção do ferro e da vitamina C que foram colocados no prato. Então, se você sente aquele sono após o almoço e precisa recorrer ao café para acordar, a sugestão é que o consumo seja feito em, pelo menos, 2 horas depois de almoçar, a fim de que a absorção de nutrientes importantes como o ferro não seja prejudicada.

Agora que você conhece combinações que trazem ganhos preciosos para a sua saúde e outras que não são tão benéficas, tenho certeza que você vai ficar mais atento e tentar extrair tudo de melhor que os alimentos podem te proporcionar.

É sempre bom lembrar que o cuidado com a combinação dos alimentos, por si só, não é capaz de resolver seus problemas nutricionais se você não der uma forcinha para a sua rotina. Praticar exercícios físicos e evitar hábitos como cigarro e bebidas alcoólicas em excesso, são exemplos clássicos de outros pontos fundamentais para a manutenção da boa saúde.