Como começar a sair do sedentarismo?

21/08/2019 4 min de leitura

47% da população. não pratica atividades físicas suficientes. Confira como sair do sedentarismo!

O fato de podermos acompanhar cada dia mais os chamados  “blogueiros fitness” pode nos fazer pensar duas coisas: que as pessoas têm se exercitado cada vez mais e que exercícios físicos devem ser sempre muito pesados. Mas não é bem assim que funciona!

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), em estudo publicado no ano de 2018, praticamente um a cada dois brasileiros na idade adulta não pratica atividades físicas de maneira suficiente. Esse dado é o equivalente a 47% da população.

O estudo aponta ainda que entre as mulheres a taxa de ociosidade é maior que a média, 53,3%. Já entre os homens essa taxa fica em 40,4%.

Ou seja, por mais que a internet e as redes sociais deem uma visibilidade maior para as pessoas que estão se exercitando, não significa dizer que a população como um todo tem se exercitado mais.

O referido estudo da OMS define  “atividade física insuficiente” como o descumprimento da recomendação padrão do próprio órgão. O aconselhado é que seja praticado pelo menos duas horas e meia de esforço moderado por semana ou 75 minutos de atividade intensa.

Portanto, a ideia de que atividade física precisa ser algo super intenso e durar várias horas também é desmistificada diante desse estudo. Você pode não ter uma vida sedentária mudando pequenos hábitos na sua vida e inserindo algumas atividades na sua rotina.

A prática de exercícios é altamente necessária e benéfica à saúde, uma pessoa que não inclui exercícios em sua vida pode ter uma série de problemas, tais como obesidade, diabetes, propensão ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares, alguns tipos de câncer, demência, depressão, problemas articulares e até mesmo distúrbios do sono.

DICAS PARA SAIR DO SEDENTARISMO

Aqui vão algumas dicas para você incluir atividades físicas no seu dia  a dia:

  • Arranje um parceiro de vida saudável:

A atividade física é muito mais prazerosa quando você tem alguém com quem dividir as novas práticas e os novos hábitos. Além disso, vocês ainda poderão apoiar e incentivar um ao outro para continuarem na construção da qualidade de vida de vocês. Independência é essencial, mas nós sempre somos melhores e mais fortes quando estamos acompanhados.

  • Use parques e praças próximos à sua casa:

Sabe aquela praça que fica bem perto da sua casa e você nunca parou para conhecer?

Então, esse pode ser o espaço em que você vai começar a construir uma vida ativa!

Coloque uma roupa leve, um tênis e tire um dia para conhecer a praça. Leve seu cachorro, leve seus filhos ou mesmo vá com seu cônjuge e, aos poucos,  crie o hábito de caminhar ao redor da praça. 

Esse pode ser um momento de alívio da rotina, de descontração e você ainda poderá praticar exercícios físicos.

  • Use os aparelhos das praças e faça os exercícios aeróbicos e danças existentes no espaço:

Com o intuito de promover a vida saudável dos habitantes da cidade, muitas prefeituras têm disponibilizado aparelhos de academia em praças públicas. Os aparelhos podem ser utilizados por quem tiver vontade e, além deles, é muito comum encontrarmos grupos praticando danças e exercícios aeróbicos. Junte-se a esses grupos e agite a sua vida!

  • Alongue-se:

Todos os dias, ao acordar, tire um momento para alongar-se. Alongamento é gratuito, rápido, pode ser feito no chão de sua casa ou mesmo em sua sua cama. A prática tem uma atuação restauradora no corpo e possui diversos benefícios, como relaxamento muscular, alívio de tensões, ativação da circulação, prevenção de lesões, aumento da flexibilidade e melhora da postura.

  • Troque o elevador pelas escadas:

Eu entendo que morar ou trabalhar no 18º andar não ajuda muito, mas se você mora ou trabalha no 3º ou até mesmo no 5º andar, opte por usar as escadas. Essa prática vai ativar o seu corpo e a sua mente, te tirar de um estado de inércia e acordá-lo. Vai aumentar seus batimentos cardíacos, aumentando assim seu esforço cardiovascular e estimulando o coração e os pulmões.

  • Escolha exercícios prazerosos:

Se você quiser começar a praticar algum exercício logo de cara, escolha algo prazeroso. Portanto, a dica aqui é: teste! Você só conseguirá persistir em uma prática física se aquilo te der prazer fisicamente e mentalmente. É muito ruim fazermos algo somente por fazer, quando unimos motivação e vontade, aí sim estamos com os instrumentos certos para fazer valer a pena. Portanto, teste, se descubra, faça exercícios que você nunca imaginou fazer. Seu exercício pode ser andar de skate, jogar voleibol na praia, correr na praça do seu bairro, dançar lambada, praticar muay thai, relaxar com a yoga. Enfim, existe um mundo de possibilidades esperando por você, vá atrás daquela que mais lhe dá prazer.

PREPARE-SE PARA UM NOVO COMEÇO!

Nosso corpo é nossa casa e precisa ser muito bem cuidado para que sejamos sempre nosso melhor abrigo. 

Não cuidar do seu corpo significa deteriorar o seu mais perfeito lar, e o exercício físico é uma das maneiras de cuidarmos de nós mesmos. 

Dedique-se ao seu processo de mudança, construa novos hábitos e seja constante. Una sua motivação à sua vontade e obtenha sucesso em seus novos caminhos.

Precisamos mudar nosso olhar sobre certas práticas para enxergarmos com outra perspectiva o que está bem à frente dos nossos olhos. Só você pode escolher viver melhor e construir sua saúde.